Missão, visão e valores: Veja como aplicá-los dentro da empresa

Toda empresa possui uma missão, visão e valores, que norteiam não só a forma na qual gerencia suas equipes, como também o modo que se posicionará no mercado para conquistar as metas desejadas.

Essa identidade funciona como um tripé, um guia para garantir o funcionamento do seu negócio fazendo com que ele se destaque, e é construída com base nestes três conceitos muito importantes.

Eles são muito comuns de serem vistos no mundo corporativo, e definem o propósito da  empresa, aonde ela deseja chegar, e os princípios defendidos.

São conceitos simples, mas muito poderosos, que ajudarão não só no planejamento estratégico como também proporcionarão diversos benefícios para o seu negócio.

Por isso, neste texto explicarei as características de cada um destes conceitos, como aplicá-los na sua empresa, e sua importância para o funcionamento do seu negócio.

Vamos lá.

Missão, visão e valores, o que é?

Como disse acima, missão, visão e valores são conceitos estratégicos que conferem a identidade de uma empresa.

Na prática, eles podem ser entendidos como um conjunto de diretrizes que são fundamentais para todo o planejamento da organização.

Cada um destes termos possui uma série de características e normas, que irão servir como base para orientar a empresa a alcançar os objetivos e metas desejados.

Além disso, normalmente, são definidos logo no início quando a organização é criada.

Segundo um guia publicado pelo Sebrae, toda empresa deve se preocupar em estabelecer essas diretrizes independente de seu porte, uma vez que eles trarão diversos benefícios que irão desde ajudar na integração das operações, até na elaboração das estratégias organizacionais e a aumentar a motivação das equipes.

Vou explicar melhor a importância destes conceitos daqui a pouco, mas antes, vamos entender melhor cada um destes termos separadamente, além de ver exemplos de missões, visões e valores de grandes empresas.

1- Missão

A missão de uma empresa nada mais é do que seu propósito fundamental, sua finalidade de existência, ou de forma mais simples, o porquê foi criada. 

De acordo com Peter Drucker, considerado como o “pai” da administração moderna, o que realmente define uma empresa é sua missão, sua razão de existir, e não apenas seu nome ou o produto que oferece.

Quando bem definida, é capaz de tornar as metas mais claras, realistas e possíveis de serem atingidas.

Muitos profissionais a associam como um DNA, uma vez que sua grande finalidade é definir a identidade da organização, e pelo fato de que não costuma mudar com o passar do tempo.

Dessa forma, podemos dizer que seu principal objetivo é servir como forma de inspiração e motivação para as equipes, fazendo com que todos os colaboradores trabalhem em conjunto em prol da organização e das metas desejadas.

Veja a seguir alguns exemplos de missões de grandes organizações:

  • Coca-Cola: Refrescar o mundo (em corpo, mente e espírito), inspirar momentos de otimismo (por meio de suas marcas e ações) e criar valor e fazer a diferença (onde estiver e em tudo o que fizer).
  • Nike: Trazer inspiração e inovação para cada atleta do mundo. 
  • Apple: Trazer a melhor experiência em computação pessoal para estudantes, educadores, profissionais criativos e consumidores ao redor do mundo, com inovação em hardware, software e ofertas de internet.
  • Disney: Alegrar as pessoas.

Por mais que seja um conceito simples, é muito comum ver empresas que possuem dificuldades em defini-lo.

Mas não se preocupe, pois irei ajudá-lo nesta tarefa daqui a pouco. Agora, vamos continuar com o segundo termo.

2 – Visão

O conceito de visão representa um estado futuro para a empresa, ou seja, onde ela deseja chegar e o que almeja conquistar.

Ao contrário do termo anterior, a visão é definida por um tempo pré-determinado, podendo mudar ao longo do tempo.

Isso acontece pois conforme a empresa for crescendo e se desenvolvendo, novos objetivos podem surgir e serem desejados para que se destaque ainda mais no mercado.

Ela é vista como um motivador no mundo corporativo, pois é a partir de sua definição que a empresa conseguirá elaborar as melhores estratégias para conquistar as metas estabelecidas.

Aqui, é muito comum ver empresas que definem um determinado período para que esses objetivos sejam alcançados, o que pode ajudar e muito no acompanhamento do desenvolvimento das tarefas de cada setor, e para analisar o que pode ser feito para melhorar esse processo.

Vamos ver na prática a visão das empresas que mencionei anteriormente:

  • Coca-Cola: Atuar como base para o seu “roteiro de atividades”, e orientar todos os aspectos de seu negócio, descrevendo o que deve conquistar para continuar com um crescimento sustentável e de qualidade.
  • Nike: Ser uma referência em artigos esportivos, mantendo, assim, um vínculo com a qualidade de vida e de pessoas.
  • Apple: Proporcionar momentos em que uma palavra vale mil imagens.
  • Disney: Criar um mundo onde todos possam se sentir crianças.

3 – Valores

Por fim, os valores também são conhecidos por serem os princípios da organização, suas crenças, que ditarão a maneira na qual ela irá se comportar para cumprir com as metas.

Esses valores também servem como um guia interno, definindo a conduta que será exigida dos colaboradores por meio de um conjunto de regras que deve ser compartilhado com todos os funcionários.

Seu objetivo é identificar se os trabalhadores estão de acordo com as normas comportamentais exigidas para o dia a dia.

Confira os valores das organizações:

  • Coca-Cola: Inovação, liderança, responsabilidade, integridade, paixão, colaboração, diversidade, qualidade.
  • Nike: Empresa inovadora, que proporciona modernidade, atendendo, assim, a necessidade do público.
  • Apple: Acessibilidade; inovação; qualidade; excelência; responsabilidade social e ambiental.
  • Disney: não ceticismo; criatividade; sonhos; imaginação; atenção fanática aos detalhes; preservação e controle da magia Disney.

Definir cada um destes conceitos não é uma tarefa fácil, mas é extremamente importante para o funcionamento do seu negócio.

Sabe porquê?

Qual a importância para a empresa?

Imagine a seguinte situação: você recebe a oportunidade de realizar uma viagem incrível, mas não possui nenhuma informação sobre o destino, os passeios que pode aproveitar, os meios de transporte disponíveis, nem quanto dinheiro irá gastar.

Fica praticamente impossível viajar sem estas informações, não é mesmo? A mesma coisa acontece no mundo corporativo.

É muito comum ver empresas que encaram a missão, visão e valores como uma mera formalidade, e não se preocupam em pensar o propósito da organização, onde pretendem chegar, nem os ideais que defendem.

A falta dessas informações só irá atrapalhar o crescimento do seu negócio, afinal, é impossível manter uma equipe engajada e produtiva sem que todos saibam a importância de suas tarefas e do trabalho em equipe para conquistar o que é desejado.

Por isso que estes conceitos devem ser definidos logo cedo, pois funcionarão como um tripé para o planejamento estratégico, colaborando não só para uma melhor gestão, como também para avaliar o melhor direcionamento a ser adotado, e claro, a ter um acompanhamento eficaz do desenvolvimento da empresa.

Agora eu te pergunto: qual a melhor forma para definir a missão, visão e valores de uma empresa? Com o que seu negócio deve se preocupar? Continue a leitura para descobrir.

Como definir missão, visão e valores para a organização?

O grande segredo para definir a missão, visão e valores de uma empresa é por meio da reflexão.

Seus fundadores devem analisar o motivo de terem criado seu negócio, o que desejam com ele, e principalmente, o que o diferencia de todas as empresas do mesmo ramo que já existem no mercado.

Não é uma tarefa fácil, mas como vimos, é fundamental de ser feito para garantir o funcionamento da organização.

Mas  não se preocupe, pois separei um passo a passo de como definir cada um destes itens.

Veja:

1 – Missão

A forma de definir a missão é simples: saber o porquê sua empresa existe, o que ela faz e quem ela atende.

Aqui, é importante partir do princípio de que seu negócio não irá somente oferecer um produto ou serviço, mas sim entregar um benefício ao seu público.

Uma missão eficaz e clara deve ser inspiradora, que engaje os colaboradores os incentivando a sempre darem o melhor de si. 

De acordo com o administrador de empresas e especialista em comércio internacional, Rogério Chér, toda missão deve conter algumas características fundamentais, como:

  • Ser uma declaração da alta liderança que sinalize com amplitude qual direção estratégica  a empresa irá seguir (1 ano, 3 anos, 5 anos ou mais);
  • Responder com clareza as perguntas: “Quais são nossas maiores prioridades dentro do cenário atual? O que é mais importante fazer agora?”;
  • Direcionar os pilares da estratégia que se conectam com o item acima;
  • Sinalizar as competências técnicas necessárias para entregar a estratégia definida.

2 – Visão

Para a visão, é importante saber seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Mas cuidado, pois estes objetivos devem ser os mais realistas possíveis, uma vez que eles também servirão como forma de motivar os funcionários a atingi-los.

Agora, não basta definir essas metas sem ter como avaliar se sua empresa está perto de conquistá-las.

Para isso, existem diversos indicadores de RH que irão ajudá-lo nesta tarefa, mensurando o desempenho dos setores e equipes.

3 – Valores

Para definir os valores, é necessário pensar nos princípios que serão defendidos não só pela sua organização, mas também por todos os colaboradores.

Ela deve estar alinhada à missão e visão, e representar a forma de trabalho que será vista no dia a dia.

Apesar de muitas empresas se basearem em valores de outras organizações, preciso reforçar que essa definição deve ser algo único, pensada exclusivamente na essência do seu negócio e de todos que trabalham nele.

Como aplicar na empresa?

Como disse acima, muitas empresas se baseiam não só nos valores, mas também na visão e missão de outras organizações no momento de definir a sua.

O problema aqui é que muitas vezes, estes conceitos acabam não ficando muito claro, ou não representam de fato a essência da contratante.

Por isso, a primeira dica para aplicar estes conceitos é focar na essência da sua empresa.

Estes termos devem estar de acordo com o que sua organização deseja transmitir para seus clientes, colaboradores e concorrentes.

Para isso, é fundamental ter clareza sobre as características de cada um destes termos e o que representam, e a partir disso, analisar o propósito e objetivos do seu negócio, para garantir uma maior assertividade e eficiência nestes conceitos. 

Com essas informações, lembre-se de ser o mais claro e sucinto possível, para garantir o bom entendimento de todos.

É um processo trabalhoso, e que deve ser feito com extremo cuidado para que não prejudique o funcionamento do seu negócio.

Para isso, esta tarefa deve ser de responsabilidade do departamento de recursos humanos, sabe porquê?

Qual o papel do RH?

Hoje em dia, o RH não é mais visto somente como um departamento responsável pelas questões burocráticas da empresa.

Seu papel é muito mais abrangente, com tarefas e responsabilidades extremamente importantes para toda a gestão de pessoas. 

Essa gestão possui o objetivo de garantir que a empresa e os funcionários alcancem os objetivos desejados, proporcionando benefícios como um maior desempenho no mercado, aumento na produtividade, e claro, um bom ambiente de trabalho para todos.

Para isso, é fundamental que os profissionais deste departamento se preocupem em disseminar a missão, visão e valores da contratante por meio de diversas metodologias e estratégias, para garantir que todos estejam alinhados com os ideais e objetivos desejados e trabalhem em conjunto para alcançá-los.

Eu separei abaixo alguns exemplos de como o RH pode disseminar estes conceitos.

Motivação e engajamento com equipes

Lembra que eu mencionei acima que todas as metas que sua empresa definir devem ser possíveis de serem atingidas? 

Quando um funcionário sabe a importância de seu trabalho para conquistá-las, e principalmente, vê esses objetivos serem alcançados, tudo isso faz com que ele se sinta mais motivado a desempenhar suas tarefas e, consequentemente, seja mais produtivo.

Por isso, todo RH deve promover ações que mostrem esta importância e, principalmente, fazer com que o funcionário veja a evolução de seu trabalho.

Mas afinal, como isto pode ser feito?

Uma das práticas mais comuns é o feedback.

Nesta reunião, o gestor deve indicar todos os feitos do colaborador na empresa, como seu trabalho tem contribuído para o crescimento da organização, e o que pode ser aperfeiçoado.

Além dele, existem outros tipos de treinamentos como o team building que permitem não só o desenvolvimento profissional e pessoal, como também garantem um maior engajamento entre as equipes.

Seu principal objetivo é preparar os colaboradores para que todos sejam capazes de analisar os problemas encontrados, tomar as decisões adequadas e intervir nos processos de forma consciente para melhorar os resultados.  

Gamificação

A gamificação é um conceito que defende a utilização de elementos e mecanismos de jogos no contexto da vida real.

Imagino que você tenha ficado confuso, mas calma que vou explicar.

Quantas vezes você já ficou horas em algum jogo sem perceber o tempo passar? Esses jogos possuem características e metodologias que os tornam totalmente imersivos e interativos, fazendo com que a pessoa se envolva e fique motivada cada vez mais.

Essa técnica está cada vez mais sendo vista no mundo corporativo em diversas funções, desde com o objetivo de deixar alguma tarefa mais prazerosa e agradável, até mesmo como forma de disseminar a missão, visão e valores.

Quando o RH propõe formas diferentes e mais interativas de disseminar estes ideais, por meio de jogos e atividades por exemplo, todo o clima organizacional será beneficiado, além de também proporcionar uma maior interação entre os colaboradores e aumentar sua produtividade.

Cultura organizacional

A cultura organizacional nada mais é do que o nome que se dá a esse conjunto de missão, visão e valores.

De acordo com Chiavenato, quando bem definida, esta cultura é capaz de estimular a satisfação no trabalho, a motivação e o desempenho dos colaboradores.

Para conseguir isso, o autor defende ser necessário investir nos colaboradores, que são os principais responsáveis pelo crescimento da organização.

Como exemplo, muitas empresas permitem o uso de roupas descontraídas no ambiente de trabalho, criam ambientes para que os funcionários tenham momentos de descontração, e até mesmo adotam jornadas de trabalho mais flexíveis.

Essa flexibilização pode causar certo receio em muitos profissionais, principalmente pela dúvida de como poderão controlá-las e administrá-las com segurança.

Mas com o uso de sistemas modernos e completos como o da PontoTel, sua empresa não precisa se preocupar.

Nosso sistema é o mais completo do mercado, pois desenvolveu uma série de ferramentas que auxiliarão na gestão das equipes e que garantem maior rapidez e eficiência no registro dos horários.

Conclusão

Para que sua empresa tenha esses benefícios, é fundamental que o departamento de recursos humanos se preocupe em passar a missão, visão e valores desde o momento da contratação de um funcionário, para garantir que todos estejam alinhados e integrados com estes conceitos. 

Se você chegou até aqui, então viu a importância de definir a missão, visão e valores da sua empresa desde cedo.

Por mais simples que possam parecer, eles são extremamente importantes para o funcionamento do seu negócio.

Por isso, lembre-se de todas as dicas que dei de como defini-los de forma eficaz, e principalmente, de investir em seu departamento de recursos humanos para que ele consiga disseminar estes ideais.

Conteúdo Original: PontoTel

Fonte: JornalContabil | 16/07/2020

INDICADORES ECONÔMICOS

Moedas - 06/08/2020 15:22:34
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,356
  • 5,357
  • Paralelo
  • 4,990
  • 5,570
  • Turismo
  • 5,330
  • 5,650
  • Euro
  • 6,356
  • 6,360
  • Iene
  • 0,051
  • 0,051
  • Franco
  • 5,880
  • 5,882
  • Libra
  • 7,040
  • 7,044
  • Ouro
  • 353,760
  •  
Mensal - 05/08/2020
  • Índices
  • Mai/20
  • Abr/20
  • Inpc/Ibge
  • -0,25
  • -0,23
  • Ipc/Fipe
  • -0,24
  • -0,30
  • Ipc/Fgv
  • -0,54
  • -0,18
  • Igp-m/Fgv
  • 0,28
  • 0,80
  • Igp-di/Fgv
  • 1,07
  • 0,05
  • Selic
  • 0,24
  • 0,28
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 4,94
  • 4,94
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES

    • 10/Agosto/2020 – 2ª feira.
    • ICMS | Substituição tributária.
    • GIA | ST.
    • ICMS/REDF | Registro Eletrônico de Documento Fiscal (REDF).
    • ICMS
    • ICMS | Refinaria de petróleo e suas bases.
    • ICMS | Refinaria de petróleo e suas bases.
    • ICMS | Substituição tributária.
    • ICMS | Remessa interestadual em consignação industrial.

Saiba mais ...


Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)

Rua Doutor Amadeu da Luz, 132
Centro - Blumenau / SC
CEP: 89010-160
escoblu@escoblu.com

47. 3035 1267